Pesquisar este blog

sábado, 20 de junho de 2015

Os Guerreiros de Xian - Xian Terracotta Warriors

Este é o tipo de assunto tão interessante e fantástico que nem sei por onde começar! E como vamos falar de um dos Patrimônios da Humanidade da UNESCO, se prepara que aí vem muita informação!

Anos atrás, mais de 10 certamente, houve uma rápida exposição na OCA em São Paulo de alguns dos Guerreiros e cavalos de Xian -  certamente um presente do governo da China. Eu fiquei tão impressionada e curiosa com aquilo que resolvemos ir até lá vê-los.

Pegamos um vôo de Porto Alegre até São Paulo, enfrentamos uma enorme fila no Museu, mas eu nem imaginava que este esforço seria ínfímo perto do que estava nos esperando.

Dentro do Museu havia alguns Guerreiros e alguns cavalos somente, mas eram tão imponentes e perfeitos que até hoje lembro da emoção que senti perto daquelas figuras atrás dos vidros.

Naquele dia se alguém tivesse me dito que em poucos anos eu estaria morando na China e que poderia visitar os Guerreiros de Xian em loco, eu diria que esta pessoa estava completamente louca!

 Então quando fiquei sabendo que íriamos vir morar aqui, a primeira coisa que pensei foi em ir visitar os Guerreiros na casa deles! Antes mesmo da Muralha da China e da Cidade Proibida, o meu desejo era ir a Xian.

Em maio fomos até lá e eu finalmente pude vê-los de perto!

Depois deste blábláblá todo acho que é bom contar o que são estes Guerreiros, né?!

São esculturas de barro ( Terracota) de guerreiros e cavalos em tamanho natural, com mais de 2200 anos encontrados enterrados na cidade de Xian na China.

Cada guerreiro é único, não há dois rostos iguais , e olha que foram desenterrados até agora perto de 7000 figuras sendo que a maioria delas são guerrreiros!

Onde tudo começou.

Deixa eu explicar melhor.

Em 1974 alguns camponeses estavam cavando um poço em uma província de Xian chamada Lintong e  encontraram vários objetos de cerâmica.

Estes objetos chamaram a atenção de pesquisadores e acabaram sendo parte da maior descoberta arqueológica do século XX.

A 1.5 km ao leste dali foi encontrada a Tumba do Imperador Qin Shi Huang ( 259 AC - 210 AC )  o homem que unificou a China e se tornou seu primeiro imperador em 221 AC.

 Ele também mandou construir as primeiras paredes da Muralha da China, unificou a moeda, regularizou o uso de pesos e medidas e normatizou a escrita. Alguns historiadores o apontam como um homem inteligente mas cruel, que parecia não se preocupar com as vidas dos trabalhadores das suas muitas obras... Além disto ele ficou conhecido também por ser  um grande cobrador de impostos!

Assim que Qin Shi Huang se declarou o primeiro imperador da China mandou começarem as obras de seu mausoléo, afinal ele era um homem prevenido e não queria morrer sem antes ter a certeza que teria tudo o que precisasse para continuar reinando na outra vida.

Naquela época, acreditava-se que depois de morto o Imperador continuaria reinando, então nada mais lógico que ele fosse precisar de seus palácios, dos seus conselheiros, das suas esposas e do seu exército e de toda a sua fortuna ! Além, claro, dos animais, do sol, da lua,  das montanhas dos rios e do mar.

Então começou a construção de seu Mausoléo subterrâneo, na verdade uma necrópole, que iria abrigar tudo isto. Dá uma olhada neste vídeo do History Channel. Clica aqui.

Aqui um parêntese pra comentar um texto que li que dizia que o mausoléo era uma cena de crime, palco de abusos e crueldades contra a humanidade. O texto se referia às milhares de vidas perdidas nesta construção. Me lembrou a construção da Muralha da China...

 Levou 38 anos  - ficou pronto 2 anos depois da morte de Qin Shi Huang -  e 700.000 trabalhadores foram convocados ( criminosos e escravos, além de camponeses em dívida com o governo e artesãos especializados), muitos morreram na construção - foram encontradas tumbas próximas - e outros foram enterrados vivos dentro do complexo, na tentativa de fazer secreta a sua localização.

Há relatos de que as esposas sem filhos do imperador  também foram enterradas vivas no dia da cerimônia de fechamento da tumba.

O Complexo tem 6.300 km ( clica aqui pra ver um mapa do Travel China Guide) de circunferência e muitos objetos já foram encontrados apesar dos saques e incêndios no passado. Mais tarde eu falo mais sobre isto.

 Foram achadas  esculturas de  animais  e armas de bronze muito bem conservadas em uma técnica de banho de cromo -  que só foi começar a ser usada no Ocidente há não muito tempo  -  carruagens e cavalos  de bronze, figuras também de terracota de músicos, acrobatas, burocratas, oficiais e a Tumba do Imperador propriamente dita!

Em 2012 foi anunciada a descoberta das  ruínas de um imenso palácio imperial enterrado que mede 690 metros de comprimento e 250 metros de largura e cobre uma área de 170.000 metros quadrados. Área equivalente a quase um quarto do tamanho da Cidade Proibida!

A tumba do Imperador ainda não foi escavada pois os cientistas acreditam que ainda não há tecnologia suficiente  para abri-la sem danificar o que há dentro.

Há também o risco de contaminação por mercúrio (4000 amostras da terra em volta da tumba foram positivas para altos níveis do metal)  o que corrobora para que os relatos de Sima Qian - um famoso antigo historiador - sejam tomados a sério. Ele escreveu que dentro da tumba há representações de rios feitas em mercúrio.

Por outro lado há quem defenda que o gigante complexo, a necrópole, deva ser totalmente desencavada o mais rápido possível pois está localizada em uma falha geológica o que a coloca em risco permanente de ser destruída por um terremoto.

Para resumir, o imperador mandou construir uma cidade subterrânea gigante para abrigar a sua tumba e tudo o mais que ele iria precisar na vida após a morte. E como esta cidade precisava ser protegida, ele também mandou construir um exército de homens, cavalos e armas!

 E estes são os Guerreiros de Xian - The Terracotta Warriors - que estão em posição de combate há mais de 2200 anos a 1.5 km de distância da necrópole.

O governo da China construiu um imenso Museu sobre o complexo, o Emperor Qin Shi Huang's Mausoleum .  São 3 sítios arqueológicos, chamados de pits,  onde estão os guerreiros e mais o local onde ainda esta enterrada a necrópole com a tumba do imperador. Neste local há jardins e uma lápide que sinaliza que o Imperador está enterrado ali.

 Como quase tudo ainda está embaixo da terra, o local é mais conhecido mesmo pelos magníficos guerreiros.

 Os guerreiros de Xian. 

 Quando começaram as escavações, e foram desenterrados os primeiros guerreiros , os arqueólogos perceberam que era muito mais complexo do que imaginavam trazer à luz estes tesouros.

 Os guerreiros e os cavalos eram pintados minuciosamente em cores vivas e  cheios de detalhes, o que contribuia para torná-los únicos, mas logo depois de desenterrados a tinta se desprendia da terracota e se esfacelava!

Estudos mostraram que foi usada uma camada da resina de uma árvore sobre a tinta e que esta resina em contato com o oxigênio se solta e leva junto a cor. Por isto hoje todos os guerreiros são da cor da terracota cozida, um cinza com nuances de rosa.

Há alguns exemplares repintados conforme a época. Particularmente acho que são muito mais bonitos como estão hoje, mas concordo que a idéia era fazê-los o mais parecidos possível com guerreiros de verdade.

Há cientistas , inclusive na Alemanha onde está um dos guerreiros repintados, tentando achar uma maneira de impedir que a resina se solte, pois há muitos outros guerreiros ainda por serem desenterrados e espera-se que a sua aparência original seja mantida.

O fato de todos os guerreiros terem as suas particularidades e nenhum ser igual ao outro, deixa os visitantes encantados e provoca muitas questões.

Como eles foram feitos? Quanto tempo levou a contrução deste enorme exército? Quem os modelou?

Já se sabe que levou cerca de 11 anos para que o exército ficasse pronto, e que os artesãos usaram moldes separados para as pernas, o tronco, os braços, as mãos e as cabeças. Depois as partes eram unidas, como em uma linha de montagem.

Possivelmente foram usados 8 tipos diferentes de moldes de rostos, que depois recebiam mais terracota para que as feições de cada um fossem moldadas à mão e assim garantir que seriam únicos.

Os guerreiros possuem altura , porte físico, uniformes e cabelos diferentes para cada tipo de cargo que representavam. Os generais, por exemplo, são mais altos e mais corpulentos e seus uniformes apresentam mais detalhes.

As esculturas foram moldadas por artesãos e funcionários do governo em  várias oficinas oficiais com material do local. Cada peça deveria ter o nome gravado da oficina na qual foi feita, isto possibilitou aos cientistas descobrir que havia oficinas que faziam os guerreiros e cavalos e outras, menos especializadas, que fabricavam os tijolos que cobrem o piso onde estão as esculturas.

Depois de prontos, os guerreiros eram colocados nos seus lugares em formação militar, conforme o cargo. Eu não entendo, mas já li que estão em formação de ataque.

O piso onde eles estão é de  tijolos de barro, assim como as largas paredes, que criam corredores ( que deveriam parecer com os corredores do palácio do imperador, segundo os arqueólogos) de aproximadamente 3 metros de largura. Sobre eles um teto de toras imensas de madeira e sobre esta madeira, tapetes de fibras vegetais, que recebiam ainda uma camada de argila e, por fim, terra .

Apesar de todo este esforço para manter a integridade dos guerreiros, acredita-se que eles foram alvo do ataque das tropas de  Xiang Yu, um proeminente guerreiro, no final da Dinastia Qin.

Há guerreiros nos Pit 1 e 2 que mostram claros sinais de queimaduras, provavelmente resultado do incêndio causado por Xiang Yu. O roubo de muitas das armas de bronze de esculturas também é creditado a ele.
O fogo  deve ter afetado o teto de madeira e feito a terra cair sobre as figuras deixando-as em pedaços.

O trabalho de reconstrução de cada um é primoroso e fascinante! E uma trabalheira, vamos dizer! É um quebra-cabeça! A gente pode ver os que estão sendo montados no momento no Pit 1.

Se você for visitar o Mausoléo, eu sugiro que comece a visita pelo pit 3, depois o pit 2 e, por fim, o pit 1. Na minha opinião nesta ordem é muito mais emocionante!

Pit 3

Este é o menor dos pits. Tem 72 figuras, entre guerreiros e cavalos. Acredita-se que era o Quartel General, pelo grande número de oficiais de alto escalão reunidos ali.

Pit 2 

Contém aproximadamente 1.300 figuras, entre guerreiros e cavalos. Neste pavilhão há algumas das esculturas expostas para a gente ver bem de perto, atrás de vidros, claro.
São 5 guerreiros ( vou postar as fotos) e um cavalo, além de exemplares dos tijolos e outros materiais usados na construção.

Pit 1

É o mais incrível!!Um pavilhão que lembra um hangar de aviões. Mede 230 metros de largura e 63 de comprimento. Contém mais de 6000  esculturas entre guerreiros e cavalos, mas "só" 2000 estão descobertas. Havia 35 carruagens de batalha que acompanhavam os guerreiros, mas eram de madeira e pereceram com o tempo.

Neste pavilhão se fica o mais perto possível dos guerreiros, tem locais que dá a impressão que se a gente esticar bem o braço vai poder tocá-los!


Ufa!! Eu sei que o texto é imenso, mas acreditem, havia mais coisas que eu poderia ter contado, mas antes que vocês me odeiem pra sempre, vamos ver as fotos!!!
Quase posso ouvir o suspiro de alívio da galera! Kkkk!


 Eu não sei o que é isto, mas é na estrada que leva ao parque do Mausoléo. É lindo!


  Já na entrada do parque, fila pra pegar o carrinho e ir ver os Pits.





Uma réplica de uma das carruagens encontradas. Esta era a do Imperador.


Este é o Pit 3, aquele que abriga o Quartel General.







Pit 2 - onde estão os Guerreiros  atrás dos vidros para gente ver em detalhes.




 Dá pra imaginar o que tem ainda embaixo desta terra?


Olha o estado em que são encontrados!



 Estes são os guerreiros dos quais falei!

Ele tinha uma arma de bronze na mão que pode ter sido roubada ou se desmanchado com o tempo.



 Este é um general. Notem que o uniforme tem mais detalhes e ele é maior que os outros.


 Este cavalo é de deixar a gente sem palavras!



 Arqueiro em posição de atirar. O arco deveria ser de bronze.


Estes são os tijolos do chão e das paredes e um pedaço de uma das toras de madeira que sustentava o teto.


Pit 1 - O de arrepiar!




No pit 1 fica a oficina de remontagem dos guerreiros. Aqui eles estão quase prontos pra voltar para o lugar onde foram achados em pedaços.


Embaixo desta terra há milhares de guerreiros esperando a sua vez de serem desenterrados. Lembra que enquanto não estão expostos ao oxigênio ainda estão pintados... Eu fico imaginando o que teria aí...


Um quadro explicando as fases da restauração das esculturas. Tudo em chinês, como se o resto do mundo  também não fosse até lá ..... Ah! Mas vão dizer que eu poderia ter alugado um daqueles fones de visita guiada... E eu vou dizer que li que é perda de tempo de tão ruins que são! Na minha opinião estas gravações não funcionam em lugar nenhum!  Poderia ter contratado um guia ... Mas não gosto de ninguém me apressando e tirando a minha atenção. Por favor, escrevam em inglês também para os que querem fazer a visita sozinhos.


 Já restaurados e prontos pra voltar ao alinhamento.



 E o contraste entre a genialidade e a imbecilidade humanas. Como é que a pessoa não consegue pelo menos respeitar o local?! Pedir pra entender a importância seria demais...




 Lugar disputado a tapas pra fazer fotos! E  fazendo 35 graus em maio!!


 E foi aqui, neste lugar, que o poço foi cavado. Não encontraram água, mas um tesouro quase tão valioso quanto!


 Percebam que os rostos são sempre diferentes!


 Parte das toras e da estrutura que cobria os guerreiros.


 Os cavalos! Ah! Os cavalos... Fantásticos!


 Em alguns momentos se tem a sensação de que eles vão acordar... É emocionante estar ali!



Também fomos visitar em Xian o Shaanxi History Museum. Apesar de ter um acervo legal, eu não acho que seja imprescindível a visita. Estava um calor de passar mal lá dentro e já ouvi que o Museu de Shanghai tem tudo o que tem aqui e muito mais.
Além disto, pra ir embora do Museu nenhum taxi pega estrangeiros! Eles querem fazer "lotação" dos táxis e geralmente pessoas de fora não aceitam. É difícil sair dali!




 Sinos de cobre.



Alguns guerreiros também estão aqui, mas o mais legal é exposição das fotos dos rostos deles ali atrás. Dá para comparar os detalhes e se encantar mais ainda com as diferenças entre eles.



 Um cisne de bronze. Perfeito!



 Armadura.


 Um cachorro de bronze da época.




 Animais de porcelana. Lindos!!




 A figura de um deus de porcelana.


 Um templo budista. Maravilhoso! Mais bonito ainda foi ver um senhor budista fazendo uma reverência ao Buda.



 O nosso hotel era lindo também!




 Sempre tem um laguinho com peixes!









 Esta eu não podia deixar de mostrar! Olha um dos restaurantes do nosso hotel! Mas eu nunca tinha visto churrascaria funcionar com só três espetos na churrasqueira! Sério! Ficamos tão decepcionados que fomos jantar no restaurante chinês do hotel. Ótimo, aliás!


 Xian é uma cidade murada que já foi capital da China há séculos.  Esta foto tá ruim, foi tirada de dentro do taxi, mas dá pra ter idéia da muralha.




 Outra coisa que chamou a atenção foi que a estrada que leva ao aeroporto é TODA enfeitada com roseiras! E leva quase uma hora até lá!


Até a próxima! ;)

 Fotos: João Sperb e Andréa.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá Andréa,
    Adorei seu blog. Muito divertida sua maneira de escrever e relatar as coisas. Fotos maravilhosas! E você tem razão, esse local é emocionante. Ver aqueles guerreiros enfilerados, dá mesmo a impressão de que estão esperando a ordem de comando para seguir em frente! Lindo. Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tu gostaste, Christine! Fico muito feliz ainda mais vindo de ti!! Muito obrigada!! Beijos!

      Excluir
  3. Andréa, simplesmente amei esse post! Mais completo impossível! Foi muita informação sim, mas sua conversa é tão boa que ficou longe de ser cansativa! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cecília, amei as tuas palavras !! Isto dá mais vontade de escrever, ainda mais que o teu blog foi a minha inspiração pra começar o Diário! Muito obrigada! Beijos

      Excluir